Blog > Dicas> Já parou para pensar como você pode ajudar a valorizar a cultura local?

Já parou para pensar como você pode ajudar a valorizar a cultura local?

Equipe

A sustentabilidade prega que devemos agir localmente para causar mudanças globalmente. E isso é a mais pura verdade! Por exemplo, se todo mundo valorizar a cultura local, construiremos juntos uma cidade, estado ou país mais favorável ao desenvolvimento de ações culturais.

Quando falamos em valorizar a cultura local, há diversas ações que podemos tomar para atingir esse objetivo, fortalecendo a comunidade na qual essa cultura se insere e estimular o desenvolvimento social e econômico.

Cultura local remetem a pequenas escalas, trabalhos manuais e conexão entre as pessoas. Confira nesse post como contribuir com sua comunidade e agir em prol disso!

Compre de produtores locais

Gastar seu dinheiro tão suado com produtores locais é uma das principais formas de estimular quem produz para a comunidade. Diversos produtos e serviços podem estar disponíveis em seu bairro ou região; é só procurar.

Feiras de artesanato, de produtos orgânicos, sebos e pequenas livrarias (sim, elas ainda existem!) são exemplos de locais onde o consumidor com origem na vizinhança é sempre muito bem-vindo.

Apoie grupos regionais

Os atores de teatro são verdadeiros guerreiros da cultura. Quando têm a oportunidade de se apresentar, eles vão e dão um verdadeiro show, seja para plateias minguadas ou para um teatro lotado.

Estimular os grupos regionais por meio da frequência é fundamental para que eles continuem esse trabalho tão importante para a sociedade. Além disso, seus filhos podem ser levados a valorizar os artistas e até mesmo se inspirarem a participar de oficinas, o que é ótimo para o desenvolvimento deles.

Os grupos musicais também precisam ser estimulados. Fazer apresentações em bares ou espaços públicos da região são uma ótima oportunidade de valorizar essa arte. Prestigiar os artistas é uma forma de contribuição.

Ajude os centros culturais do seu bairro ou da sua cidade

Em todas as regiões das grandes capitais e nas cidades menores existem centros culturais mantidos pelo poder público ou por organizações sociais. Geralmente, eles sobrevivem com dificuldades por causa da falta de dinheiro e de estrutura.

Voluntariar-se a participar da gestão desses espaços é uma ótima maneira de valorizar a cultura local, pois essas iniciativas se voltam para a comunidade ao redor.

Ajude a organizar feiras e comemorações

Uma das formas mais tradicionais de estimular o consumo e aproximar as pessoas que moram na região é fazer feiras e eventos em comemoração a datas especiais. Pode ser o aniversário do bairro ou qualquer outro tipo de efeméride. O importante é criar um calendário e toda a comunidade se empenhar para a realização das festividades.

Isso é ótimo para valorizar a cultura local, pois o que conduz as celebrações são as afirmações da identidade e o senso de união entre os moradores.

Valorizar a cultura local é consumir com consciência

O consumidor consciente é aquele que percebe que seus hábitos influenciam o ambiente, a saúde e as relações. A partir disso, ele procura escolher produtos que contribuam para um mundo mais justo.

Comprar e consumir localmente faz parte desses esforços, já que estimula a produção de quem geralmente utiliza métodos artesanais, que agridem menos o ambiente e permitem uma aproximação dos indivíduos, fortalecendo os laços.

Por fim, valorizar a cultura local é buscar na comunidade da qual você faz parte o maior número possível do que você consome, seja a comida ou o lazer. E uma forma de aproveitar isso é por meio da compra de livros em estabelecimentos de bairro ou de ingressos para teatros e centros comunitários locais.

Para isso, você pode contar com o Ticket Cultura, que é aceito na maioria dos estabelecimentos. São R$ 50 para gastar com livros, teatro e cinema, entre outras possibilidades!

Que tal compartilhar essas ideias com seus amigos por meio das redes sociais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade