Por Raissa Fernanda em
9 de Janeiro de 2018
Blog > Empregados> Aprenda a desenvolver a inteligência emocional para ser mais feliz!

Aprenda a desenvolver a inteligência emocional para ser mais feliz!

Raissa

Em épocas tão atribuladas como a de hoje, como é possível que algumas pessoas mantenham o foco, controlem o estresse e consigam gerenciar crises com outras pessoas? Será que isso é resultado da conversão para o deboísmo?

Provavelmente é algo mais eficiente. Cada vez mais as pessoas buscam entender e praticar a inteligência emocional para se tornarem indivíduos e profissionais melhores. Por meio do controle de suas emoções e da capacidade em entender as emoções alheias, é possível diminuir situações de estresse, se comunicar de forma eficaz, resolver conflitos, superar desafios e desenvolver relacionamentos mais saudáveis.

Segundo uma pesquisa realizada pela Associação Internacional do Controle do Estresse, nós, brasileiros, só não somos mais estressados que os japoneses. Portanto, é importante que aprendamos a desenvolver a inteligência emocional para alcançar uma vida saudável. E é por isso que você deve ler atentamente as próximas linhas!

Autoconhecimento e autocontrole são as bases da inteligência emocional

Quem é você? O que pensa? O que sente? O que costuma desencadear determinadas emoções suas? E quando isso acontece, como reage? Essas e outras perguntas você deve buscar fazer para tentar se conhecer ao máximo e entender como funciona. Fazer analogia com as máquinas não é um exagero. Se soubermos tudo que acontece com a gente, como acontece e o que isso afeta, podemos, praticamente, hackear nosso sistema!

O autoconhecimento é a chave para desenvolver inteligência emocional, aprimorar nossas habilidades e, até mesmo, aumentar nossas capacidades empreendedoras. A partir do momento que você compreende o que desencadeia o estresse, como ele influencia suas decisões, as consequências que ele traz e como ele se manifesta no seu corpo, aí pode finalmente tentar controlar essa situação.

Imagine, por exemplo, que durante o dia você passa por situações onde nota muita ansiedade. Pense nessa ansiedade como uma alergia. Aí você tenta encontrar o que causou essa alergia e evita passar por isso de novo. E, eventualmente, quando passa por isso, já sabe o que fazer para resolver a alergia rapidamente. Com determinadas emoções você pode usar esse mesmo princípio.

Identifique o que essa situação causa em você, como seu corpo reage e como isso influencia nos seus comportamentos. Então, tente entender o que desencadeou essa reação. Assim, você sabe o que deve evitar ou, se acontecer de novo, pode aprender a remediar.

Por isso o autoconhecimento é essencial para o desenvolvimento da inteligência emocional, pois permite que você entenda como tudo acontece em seu corpo e como reagir a isso. Você passa, então, a entender e controlar suas emoções.

Aprenda a identificar e entender sentimentos e emoções nos outros

Não basta apenas saber controlar ansiedade, estresse ou impulsividade em você. É preciso também que você consiga notar isso nas outras pessoas e, até mesmo, ajuda-las a resolver essas situações. Não vivemos isolados; por isso, a empatia é essencial no desenvolvimento da inteligência emocional.

Comece aprendendo a identificar as micro-expressões e a linguagem não-verbal daqueles que estão à sua volta. O tom de voz, as expressões faciais e os gestos: o corpo fala mesmo quando nenhuma palavra sai da nossa boca. Se você é um líder que consegue identificar esses detalhes silenciosos, pode até se antecipar a possíveis problemas, buscar resolver conflitos entre seus liderados, descobrir situações estressantes ou problemas de relacionamento.

Indo além, você pode desenvolver a inteligência emocional aprimorando sua capacidade de entender a mente, os desejos e as motivações dos que o cercam. O que seu colaborador busca? Ele é movido pelo desafio e gosta de se ver diante de situações complexas? É mais conservador ou metódico? Dá mais valor a um emprego estável e um bom salário ou se importa mais em viver a vida e acumular novas experiências?

Você precisa entender o que traz felicidade para essas pessoas, suas aflições e seus medos. E isso só é possível se você deixar de lado suas próprias vontades e fazer um esforço para ver e ouvir mais.

Inteligência emocional é aprender a se abrir para o mundo

Você dificilmente verá uma pessoa com inteligência emocional que seja egoísta e não tenha desenvolvido uma alta capacidade de empatia, pois ser inteligente emocionalmente requer que estejamos abertos a sentir tudo que acontece dentro e fora de nós.

Para desenvolver essa habilidade você precisa se despir de medos e preconceitos, prestando atenção em tudo que acontece à sua volta.

Já dizia um velho provérbio árabe: “Quem não compreende um olhar tampouco entenderá uma longa explicação”.

Que tal compartilhar esse post nas redes sociais para ajudar outras pessoas a desenvolverem a inteligência emocional?

One Reply to “Aprenda a desenvolver a inteligência emocional para ser mais feliz!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se inscreva no Blog da Ticket

Junte-se aos seguidores da Ticket! Se increva em nosso blog e receba os
últimos artigos em sua caixa de e-mail.
Política de Privacidade