Blog > Gestão de pessoas> Plano de saúde para empresa: como reduzir custos

Plano de saúde para empresa: como reduzir custos

Plano de saúde para empresa: como reduzir custos

 

Como usar soluções alternativas para diminuir custos com plano de saúde?

 

Atualmente, uma das maiores preocupações empresariais é diminuir custos com plano de saúde.

Esse benefício se tornou uma das maiores fontes de despesas para as organizações por diversos motivos, como o avanço da tecnologia, o aumento da inflação médica, sinistralidade do plano devido ao uso incorreto do benefício, e a necessidade de ter um acesso à saúde de qualidade, sem depender do Sistema Único de Saúde (SUS). Além do aumento do número de medicamentos e um maior interesse das pessoas em cuidar da saúde.

Nesse cenário, diminuir custos com plano de saúde se tornou uma preocupação constante das empresas que oferecem este benefício.

Pensando nisso, listamos dicas simples para reduzir os custos sem que o serviço ofertado perca em qualidade. Confira!

 

Quanto custa um plano de saúde?

De acordo com reportagem do jornal Extra, os gastos com plano de saúde correspondem ao segundo maior custo de uma companhia, ficando atrás apenas da folha de pagamento. Para os colaboradores que têm plano com coparticipação, a despesa consome aproximadamente 35% do salário.

Sendo assim, trata-se de uma conta alta tanto para a organização quanto para os funcionários. Portanto, buscar por alternativas que amenizem tais custos é uma alternativa interessante e necessária.

 

Como diminuir custos com plano de saúde

A primeira solução que as empresas costumam adotar para diminuir custos com plano de saúde é a troca do benefício, seja por um padrão inferior dentro da mesma prestadora ou pelo serviço de outra.

No entanto, essas soluções não se configuram em boas escolhas em médio e longo prazo. Diminuir o padrão do plano de saúde pode levar à insatisfação dos colaboradores, afetando a produtividade e aumentando a taxa de turnover.

No segundo caso, a troca de operadora também pode levar a prejuízos, pois, ao assumir a carteira da empresa, nem sempre ela tem uma visão verdadeira e detalhada do perfil dos colaboradores. Como consequência, os valores orçados quase sempre se mostram muito diferentes dos reais e haverá aumento de preços na renovação do contrato.

A solução é investir em estratégias alternativas, mas com resultados mais permanentes, como as que veremos a seguir.

 

Conscientizar os colaboradores

Um dos principais motivos para o aumento da sinistralidade do benefício – e, consequentemente, do custo com planos de saúde – é o uso inadequado por parte dos colaboradores.

É comum a realização de diversas consultas na mesma área médica com especialistas diferentes ou a procura por serviços de pronto atendimento em situações em que isso não é necessário.

A realização de exames de rotina é outro ponto a ser observado. A grande maioria deles tem prazo prolongado de validade. No entanto, os colaboradores não costumam levar os exames anteriores para novas consultas, acarretando pedidos desnecessários dos médicos.

A melhor maneira de controlar essas situações é realizar campanhas internas. O objetivo é fazer com que os colaboradores percebam a necessidade do uso consciente do plano de saúde como uma forma de manter o benefício, pois, caso contrário, a empresa poderá diminui-lo ou até mesmo cancelá-lo, por não conseguir arcar com as despesas.

 

Realizar a gestão de saúde

Uma boa gestão pode contribuir significativamente para diminuir custos com plano de saúde.

Por meio dela, a empresa pode buscar informações mais detalhadas sobre a utilização do benefício, avaliar o perfil epidemiológico da empresa, identificar os doentes crônicos e estudar as características das atividades laborais.

Com base nessas informações, a organização pode identificar onde se concentram os maiores custos dos colaboradores e promover ações mais assertivas de promoção da saúde e prevenção de doenças.

Adotar a coparticipação

Outra alternativa eficiente para diminuir custos com plano de saúde empresarial é adotar a coparticipação, que é o compartilhamento dos custos do uso do plano com os beneficiários, sem alterar a rede ou o padrão de atendimento.

Nesse modelo, o colaborador paga uma porcentagem do serviço utilizado, seja consulta, exame ou qualquer outro procedimento médico, reduzindo o valor pago pela empresa.

Essa medida incentiva os colaboradores ao uso consciente do benefício.

 

Desenvolver programas de qualidade de vida

A estruturação de programas de qualidade de vida e ações preventivas são práticas fundamentais para diminuir custos com planos de saúde.

Dentre as ações que apresentam mais resultados práticos estão:

  • programas de vacinação realizados internamente;
  • práticas preventivas do desenvolvimento de diabetes e hipertensão;
  • prática de atividades físicas;
  • programas de nutrição saudável;
  • prevenção de doenças sexualmente transmissíveis;
  • campanhas antitabagismo;
  • ginástica laboral para prevenção de lesões por esforço repetitivo.

A adoção dessas ações contribuirá para a diminuição da procura pelos serviços do plano de saúde.

Investir em atividades físicas e alimentação adequada

Mesmo que a companhia reparta os custos de assistência médica com o colaborador, quanto mais os funcionários precisam visitar médicos, realizar exames e tomar medicação, mais custos a empresa tende a acumular. Além da coparticipação, há a perda de produtividade com colaboradores adoecidos ou faltantes.

Por isso, uma forma interessante de reduzir gastos e melhorar a eficiência da equipe é investir em atividades físicas e boa alimentação. Como? De várias formas: conscientização, programas internos e incentivos.

Quanto à atividade física, a conscientização pode ser trabalhada em peças de comunicação interna e redes sociais. Enquanto isso, programas internos de ginástica laboral podem ajudar os colaboradores a evitar doenças de repetição e estresse. Já os incentivos podem vir em forma de desconto, por meio de parceria da empresa com academias da região.

Sobre a alimentação, é possível adotar um caminho similar. Conscientização sobre refeições nutritivas e balanceadas, associadas à cartão-refeição que permitam ao funcionário casar suas preferencias alimentares com suas necessidades nutricionais, ajudam na manutenção da saúde do time.

 

Ambulatório interno

A implantação de um ambulatório dentro da empresa, onde é realizado atendimentos de enfermagem em nível ambulatorial dos funcionários em alguns casos mais simples e imediatos, seja por exigência legal ou por uma opção da empresa, sempre traz benefícios para os funcionários e para a própria instituição e por isso, vale o investimento.

Com a implantação deste espaço físico, a empresa conta com uma equipe de técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos do trabalho, onde podem realizar consultas e até mesmo determinados exames – como os ocupacionais, por exemplo – reduzindo assim a sinistralidade no plano de saúde e o absenteísmo.

Plano de saúde empresarial: coparticipação está crescendo

Ainda segundo reportagem do jornal Extra, 74% das empresas escolhem o modelo de coparticipação no convênio médico empresarial. Ou seja, parte dos gastos com consultas e exames é dividido com o colaborador. Na maioria dos casos, a empresa paga uma parte dos procedimentos e da mensalidade, enquanto o funcionário arca com o restante.

 

Plano de saúde mais em conta: qual escolher?

A variedade de planos de saúde no Brasil é enorme. Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar, existem mais de 47 milhões de beneficiários de planos de saúde no país, atendidos por mais de 700 operadoras espalhadas em território nacional.

O que isso significa? Que apontar o plano de saúde mais em conta é, praticamente, impossível. Isso, porque o valor do plano de saúde depende muito da região, idade dos beneficiários e tipo de cobertura.

Portanto, a dica ideal neste caso é que a empresa entre em contato com os convênios da região para estudar as diferentes propostas oferecidas. E assim, decidir o caminho mais viável para a organização.

Como a Ticket pode ajudar sua empresa

A Ticket, uma das maiores empresas de benefícios corporativos do país, tem em seu portfólio uma solução que também pode ajudar a sua organização a diminuir custos com plano de saúde.

É o Ticket Saúde, um benefício pré-pago para ser utilizado em uma rede credenciada de médicos, clínicas e laboratórios de qualidade.

O objetivo é que sua empresa possa reduzir a sinistralidade dos planos de saúde, e oferecer uma nova alternativa ou até mesmo um complemento de acesso à saúde para seus colaboradores e dependentes.

A empresa poderá creditar um valor mensalmente para seus colaboradores utilizarem na rede credenciada de saúde e eles mesmos poderão inserir créditos adicionais, caso necessário, para multiplicar esse benefício.

Se você tem interesse em saber como funciona o Ticket Saúde, entre em contato com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade