Blog > Gestão de pessoas> Entenda como criar um programa de reconhecimento de colaboradores

Entenda como criar um programa de reconhecimento de colaboradores

Aline

Puxe pela memória alguns dos momentos mais felizes da sua vida. Provavelmente, estará nessa lista alguma ocasião em que você foi reconhecido, homenageado ou premiado por algo. É por isso que um programa de reconhecimento de colaboradores é tão importante para empresas que querem crescer, motivar seus colaboradores e diminuir sua taxa de turnover. Uma das premissas de gestão de pessoas.

> Nós temos um e-book sobre Gestão de Pessoas. Complete sua leitura com diferentes formatos Ticket. Baixe gratuitamente aqui!

Uma pesquisa recente divulgada pela Harvard Business Review fez um levantamento com as cem melhores empresas para se trabalhar, de acordo com uma lista da Fortune. Essa pesquisa revelou que os líderes que reconhecem seus colaboradores têm uma taxa de sucesso em suas ações que chega a ser três vezes maior que a média do mercado.

É evidente que criar benefícios e investir no reconhecimento de colaboradores dá muito resultado. Resta, agora, saber como fazer isso do jeito certo para gerar bons frutos!

Como criar um programa de reconhecimento de colaboradores eficiente?

Não basta apenas dar uma bonificação, pois só o dinheiro não é suficiente pra motivar seus colaboradores. É necessário algo que toque o coração: uma lembrança emocional, que massageie o ego, dê status e engrandeça suas qualidades. Por isso, empresas que têm programas de reconhecimento de colaboradores de sucesso buscam premiações criativas.

No entanto, como saber o que o colaborador gosta e como aplicar um programa de forma eficaz? Você pode seguir esses passos:

Pergunte o que eles desejam

Uma boa forma de saber o que eles gostariam de ganhar é perguntando. Se você não sabe direito como premiá-los, faça uma pesquisa. Pergunte se eles se sentem motivados e se um reconhecimento ajudaria a manter em alta a produtividade. Provavelmente, a resposta será sim. Pergunte que tipo de reconhecimento eles gostariam de receber: bonificações, viagens, folgas ou brindes. Pergunte como eles gostariam de ser avaliados: por produtividade, vendas, lucros ou trabalho em equipe.

Uma pesquisa pode ser uma boa saída para traçar um perfil da sua equipe e de cada colaborador. Você pode tirar muitas ideias daí e descobrir o que esperam da sua empresa!

Crie o plano de ação e estabeleça critérios de avaliação

Como você fará o reconhecimento de colaboradores? Por lucro, vendas, avaliações, inovações apresentadas, tempo de serviço ou outros critérios subjetivos? Monte toda a estratégia e defina como isso será avaliado.

Tenha esses critérios bem claros para que não haja descontentamento dos seus colaboradores no futuro e mantenha sempre a transparência na escolha.

Pense também na premiação. Só os velhos quadrinhos de colaborador do mês já não surtem tanto efeito. Pense em bonificações que façam com que o colaborador se empenhe em ganhar: viagens, dias de folga, produtos personalizados, homenagens e, claro, a boa e velha remuneração. Um dinheiro vivo também é bem-vindo!

Apresente o plano de ação para a equipe

Com o plano de ação finalizado, apresente aos seus colaboradores como funcionará esse programa de reconhecimento. Explique todo o processo e deixe bem claro como funcionará a escolha.

Transmita aos seus colaboradores a importância deles para o seu negócio e como esse reconhecimento é importante para a motivação e para que se sintam felizes no trabalho. Dê a eles um verdadeiro propósito e todos se empenharão na busca de resultados!

Estimule a colaboração

Ainda que um programa de reconhecimento de colaboradores gere uma disputa natural, busque incentivar um clima de colaboração. Por isso é importante criar bonificações não apenas para vendas, pois nesse caso uma pessoa do RH, por exemplo, nunca ganhará nenhum reconhecimento, não é mesmo?

Crie prêmios e formas de avaliação que possam englobar todas os profissionais da empresa. Pense também em formas de estimular a cooperação, criando oportunidades para que os colaboradores troquem experiências e para que os premiados mostrem seus trabalhos.

A competição tem que ser construtiva. Se a competitividade for acirrada, você minará sua equipe e trará mais prejuízos que benefícios.

> Quer saber mais sobre Gestão de Pessoas? Confira nosso guia completo sobre o assunto!

Usamos cookies para obter informações estatísticas, melhorar sua experiência de navegação e para personalizar conteúdos e anúncios. Para mais informações, acesse nossa Central de Privacidade.